wageindicator logo Meusalario.org.br Você partilha, nós comparamos

Micro e pequenas empresas detiveram 43% das vagas

O segmento das micro e pequenas empresas foi responsável pela abertura de 43% dos 5,3 milhões de postos de trabalho com carteira assinada gerados no Brasil entre 2002 e 2006. A informação consta do "Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa", estudo feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O segmento das micro e pequenas empresas foi responsável pela abertura de 43% dos 5,3 milhões de postos de trabalho com carteira assinada gerados no Brasil entre 2002 e 2006. A informação consta do "Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa", estudo feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O estudo, que está em sua segunda edição, pesquisou 2.241.071 estabelecimentos com empregos formais, dos quais 2.184.934 correspondem a micro e pequenas empresas.

A pesquisa também aponta que a participação das mulheres na mão-de-obra formal aumentou, passando de 39,6% para 41,3% nas microempresas, de 2002 para 2006 e, nas pequenas, de 36,1% para 37,4%, no mesmo período. Nos pequenos negócios, a renda média das mulheres corresponde a 80,4% da renda dos homens, enquanto nas empresas de grande porte, a média é de 77%.

Indica ainda que 68% das microempresas e 60% das pequenas estão no interior. Por sua vez, as micro e pequenas empresas concentradas fora das capitais respondem por 64% dos 13,2 milhões de postos de trabalho.

Outro ponto destacado no estudo é a melhora na escolaridade dos trabalhadores empregados no segmento. Nas micro, os que têm segundo grau completo passaram de 28%, em 2002, para 38%, em 2006.

Responda ao nosso questionário sobre salário e condições de trabalho.

Citar esta página: © WageIndicator 2017 - Meusalario.org.br - Micro e pequenas empresas detiveram 43% das vagas