Em 2005, pagamento de PLR concentrou-se na indústria

O estudo foi elaborado pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) a partir de um painel de 123 acordos e convenções firmados em 2005, 73% deles relativos ao setor industrial, 14% ao setor serviços e 13% do comércio.
O pagamento da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR), em 2005, concentrou-se em trabalhadores da indústria, em especial metalúrgicos, das regiões Sudeste e Sul; foi conquistado muitas vezes por meio de greves realizadas nas empresas; e foi, principalmente, negociado pelos sindicatos, federações ou  confederações profissionais diretamente com as empresas ou com as respectivas representações patronais de suas categorias.

O estudo foi elaborado pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) a partir de um painel de 123 acordos e convenções firmados em 2005, 73% deles relativos ao setor industrial, 14% ao setor serviços e 13% do comércio.

Metalúrgicos (36,6%), químicos (13,8%) e comerciários (13,0%) foram as categorias com maior percentual de acordos.

A tradição de mobilização dos trabalhadores da indústria pode, em parte, justificar este predomínio. Mesmo porque o setor foi responsável também por grande parte das greves realizadas tendo a PLR como uma de suas causas, reivindicação presente em quase 34% das 86 paralisações deflagradas no setor.





Responda ao nosso questionário sobre salário e condições de trabalho.
loading...