Qual é a proposta do presidente eleito, em relação à política de recuperação salarial?

A política salarial do nosso governo já garantiu aumento significativo do poder de compra do salário mínimo. E vamos assegurar a continuidade dessa recuperação no próximo mandato. No começo de 2003, o salário mínimo comprava uma cesta básica. Em 2006, passou a comprar duas cestas. Houve um crescimento real de 26%, resultando no maior poder de compra dos últimos 26 anos. Outra boa conseqüência desse aumento foi a elevação dos pisos salariais de várias categorias profissionais, que têm como base o valor do salário.

A política salarial do nosso governo já garantiu aumento significativo do poder de compra do salário mínimo. E vamos assegurar a continuidade dessa recuperação no próximo mandato. No começo de 2003, o salário mínimo comprava uma cesta básica. Em 2006, passou a comprar duas cestas. Houve um crescimento real de 26%, resultando no maior poder de compra dos últimos 26 anos. Outra boa conseqüência desse aumento foi a elevação dos pisos salariais de várias categorias profissionais, que têm como base o valor do salário.    

 

Estas conquistas são fruto de uma ação que também se traduziu na criação da Comissão Quadripartite para uma Política Permanente de Valorização do Salário Mínimo, da qual fazem parte representantes de trabalhadores, empregadores, aposentados e membros das três esferas de governo.

 

A partir de 2007, esta comissão – juntamente com a Comissão Mista Especial do Salário Mínimo, criada pelo Congresso Nacional – terá o papel de propor uma política de valorização do salário mínimo que considere metas de inflação, expansão do PIB, impacto fiscal, etc. Com isso, vamos assegurar a continuidade do processo de recuperação gradual do poder de compra do salário mínimo em harmonia com a estabilidade e o desenvolvimento econômico.

 

Além disso, vamos continuar fortalecendo o diálogo social e democratizando ainda mais as relações de trabalho. Implementaremos o Conselho Nacional de Relações do Trabalho e as medidas de reconhecimento das Centrais Sindicais pelo Ministério do Trabalho e Emprego, que fazem parte da agenda da reforma sindical.

 

No que se refere aos servidores públicos, consolidaremos ainda mais a iniciativa bem sucedida de nosso governo de implementação da Mesa Nacional de Negociação Permanente, que representou uma nova forma de relacionamento com as entidades representativas dos servidores públicos federais, além de ter sido forte instrumento para a recomposição salarial e para a redução de conflitos coletivos na relação de trabalho.

 

Responda ao nosso questionário sobre salário e condições de trabalho.

loading...